11 razões para adotar o S&OP na gestão de supply chain

Imagine um cenário onde a sua empresa contasse com um plano de vendas único, que fosse criado em colaboração com todas as áreas, prevendo as oscilações de demanda com alto nível de precisão e reduzindo as perdas de receita. Mas como é possível obter este quadro ideal?  A resposta é utilizando o S&OP (Planejamento de Vendas e Operações). Saiba mais sobre obstáculos que podem ser solucionados com esta metodologia acessando o post “O alto preço da falta de planejamento de vendas e operações”.

Apesar da exigência cada vez maior de clientes e do consumidor final, da diversificação de produtos e do acirramento da competição, muitas empresas ainda utilizam os mesmos mecanismos de planejamento do passado, ou seja, as mudanças do mercado não foram acompanhadas no mesmo ritmo pela adoção de novas soluções de gestão como o S&OP.

Mas essa realidade está mudando e a implementação dos conceitos e práticas de S&OP na gestão de supply chain tem sido cada vez mais adotada pelas empresas. Os resultados significativos e mensuráveis já relatados por meio de estudos de caso e de pesquisas apontam até 30% na redução de estoques, até 20% no aumento da produtividade operacional, até 13% na redução do custo de suprimentos e até 25% na melhoria do nível de serviços aos clientes.

Entre os exemplos práticos desses benefícios, tanto mensuráveis como intangíveis, estão:

  • Colaboração e comunicação entre as áreas da organização
  • Visibilidade e agilidade para tomada de decisões, por meio de um processo dinâmico
  • Acurácia na previsão de demanda
  • Redução nos níveis de estoque de produtos acabados e consequente liberação de capital de giro
  • Rentabilidade maximizada, com estoques girando e sem excessos
  • Aumento da capacidade de armazenamento
  • Aumento do nível de serviço ao mercado e da satisfação do cliente e consumidor
  • Aumento no percentual de pedidos entregues na quantidade e na data requisitadas pelo cliente
  • Redução do tempo médio de entrega da entrada do pedido até a chegada no cliente (lead time)
  • Aumento do giro de estoque do produto final
  • Diminuição de perda por validade no caso de produtos perecíveis

Estes são apenas alguns dos resultados e melhorias obtidos com a adoção de um planejamento integrado de vendas e operações. O que não é pouco considerando que em um mercado cada vez mais competitivo, as empresas que tiverem seus processos mais “azeitados” em toda a cadeia de valor irão se beneficiar.

 

 

Autor

Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).

Compartilhar

Comente este artigo