Afinal, o que é Supply Chain Management?

Do momento em que uma matéria-prima é produzida no campo até a sua transformação em um bem útil para o consumidor, um longo percurso produtivo precisa ser percorrido, assim como há a necessidade de participação de diferentes agentes. Gerir bem toda essa trajetória, cumprindo prazos, integrando processos e garantindo a satisfação do cliente final é um dos objetivos — e, também, um dos desafios — da chamada Supply Chain Management (SCM), ou Gestão da Cadeia de Suprimentos.

Hoje, esse é um conceito de suma importância dentro das empresas, visto que grande parte das ações necessárias para compor uma cadeia de suprimentos organizada, sustentável, fluida e eficiente estão relacionadas às estratégias de SCM. A integração de empresas e processos, como veremos mais adiante, é uma das bases desse conceito, o qual permite a operação conjunta de indústria, fornecedores, parceiros e varejistas, sempre com foco na eficiência e manutenção das demandas do consumidor.

Dada a grande importância da supply chain management para os negócios, preparamos este artigo para aprofundar seus conhecimentos nessa temática. Continue a leitura e confira!

A importância de modernizar e planejar bem a cadeia de suprimentos

Em tempos de economia globalizada e atuação conjunta entre as empresas, não dá mais para ser competitivo assumindo 100% dos processos de um negócio. Em grande medida, é necessário contar com o apoio de parceiros, terceirizar tarefas adjacentes e criar redes que garantam a máxima produtividade e eficiência para as operações.

Nesse contexto, processos de compra, armazenamento, movimentação interna, embalagem, transporte e distribuição, por exemplo, nem sempre são realizados pelo mesmo agente. Na realidade, essas atividades hoje fazem parte da cadeia de suprimentos, um conjunto de processos que se interligam para um fim comum: entregar o melhor resultado ao consumidor.

Com a evolução da tecnologia e o aumento da competitividade, a cadeia de suprimento se tornou mais extensa e complexa, ao passo que também se tornou ainda mais sensível a erros, o que exige planejamento estratégico e modernização constante, para se manter alinhada às necessidades e expectativas do mercado.

Nesse ponto, então, cada elo da cadeia precisa estar bem informado sobre os demais, de forma a se adaptar às mudanças de maneira ágil e precisa, focalizando a manutenção da fluidez dos processos. Isso, hoje, é facilitado pelo uso da tecnologia, com softwares próprios que dão mais visibilidade e integração aos agentes, além de otimizar o planejamento da cadeia com base em dados concretos de demanda e gestão de estoque, por exemplo.

O conceito do Supply Chain Management

A existência de cadeias de suprimentos mais longas e complexas, somada à necessidade de gerenciá-las de maneira ainda mais sistemática e estratégica, hoje é a tônica do mercado. Nesse cenário, falar em SCM é, sem dúvida, falar de um dos conceitos mais importantes para os negócios.

Na prática, Supply Chain Management pode ser entendido como um processo voltado para o planejamento estratégico de fluxos de bens, serviços, finanças, informações e tudo aquilo que for relevante para a boa relação entre empresas.

Para isso, metodologias específicas são utilizadas para garantir a melhor integração e gestão de todas as etapas da cadeia, considerando uma produção otimizada para oferecer ao cliente final o produto certo, no tempo, quantidade e condições adequadas.

O objetivo da gestão da cadeia de suprimentos, além de organizar o fluxo de processos e reforçar o lead time, é reduzir custos ao longo de todas as etapas, ao mesmo tempo em que otimiza os processos para entregar mais performance, menos desperdícios e atrasos, garantindo assim a satisfação do cliente e um melhor posicionamento da empresa no mercado.

Como modernizar e otimizar o gerenciamento da cadeia de suprimentos

Atualmente, a principal aliada da gestão da cadeia de suprimentos é a tecnologia. Sistemas dedicados, softwares e conceitos inovadores focados na utilização inteligente dos dados dão o tom na forma como as empresas podem investir para otimizar a sua cadeia de suprimentos.

Nesse sentido, a seguir listamos alguns pontos chave que precisam ser focados para que a SCM se torne ainda mais eficiente e produtiva para as organizações. Confira!

Mapeamento das etapas

Para ter um controle mais amplo dos processos e uma maior visibilidade deles é imprescindível que a empresa faça o mapeamento de cada uma das etapas que compõe a sua cadeia de suprimentos.

Quanto maior o acervo informativo a respeito dos processos, mais fácil será para que gestores identifiquem falhas, avaliem a performance e tomem decisões precisas para remover gargalos, ajustar as atividades e manter toda a cadeia perfeitamente alinhada aos padrões do mercado.

Integração entre as áreas da empresa

Com os dados e informações assumindo um papel estratégico dentro das organizações, mais do que nunca é preciso investir em integração para se compor uma gestão da cadeia de suprimentos eficaz.

Nesse sentido, diferentes setores da empresa precisam ter uma comunicação ativa, trocando informações relevantes para se alcançar o ideal da SCM. Assim, por exemplo, o setor de compras precisa estar interligado ao estoque, de modo a compatibilizar as aquisições às reais necessidades do negócio, evitando compras desnecessárias e o desperdício de recursos.

Troca de informações com os fornecedores

Os fornecedores são verdadeiros pilares para o funcionamento da cadeia de suprimentos. Por esse motivo, eles precisam estar totalmente inseridos na gestão da cadeia. Nesse ponto, o compartilhamento de informações com os fornecedores é, sem dúvida, uma das principais medidas para se manter a cadeia em consonância com as demandas disparados pelo consumidor.

Por exemplo, uma solução focada nesse compartilhamento possibilita a reposição de estoque de maneira muito mais ágil e precisa. O fornecedor pode ter acesso aos dados de estoque da empresa, os quais poderá utilizar para fornecer os produtos certos, no tempo certo, evitando rupturas, excessos e a falta de mercadorias essenciais na empresa.

Gestão centralizada

Por fim, uma das maneiras mais efetivas de se obter a máxima performance da gestão da cadeia de suprimentos é por meio de uma gestão centralizada. Trabalhar com um repositório de informações robusto, de fácil acesso e que contenha todas as informações necessárias para a tomada de decisão é fundamental para ações rápidas.

Nesse sentido, portanto, a tecnologia desponta como o principal caminho para essa modernização da SCM, automatizando processos, sincronizando dados, manufaturas, varejos, distribuidores e instituições financeiras em uma única plataforma. Com esse apoio é possível alinhar melhor as operações, compartilhar dados e documentos e, consequentemente, atender com mais eficiência o seu cliente.

Então, o que achou do nosso post? Ficou alguma dúvida ou quer compartilhar suas impressões conosco? Fique à vontade para deixar o seu comentário!

Autor
Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).
Comente este artigo