4 principais causas da indisponibilidade nas gôndolas

A indisponibilidade de um produto gera uma série de repercussões bastante negativas para todos os envolvidos nesse processo: o consumidor fica insatisfeito, o lojista perde oportunidades de vendas e a indústria vê a cobertura de mercado diminuir.

Algo bastante grave é que o produto até deveria estar na gôndola, à disposição do cliente, mas, por algum motivo, não está. Para diminuir as chances de enfrentar esse problema, você precisa conhecer suas principais causas.

Por que a indisponibilidade na gôndola é um problema grave?

Em termos simples, indisponibilidade ocorre quando há falta de um produto no momento em que o consumidor deseja adquiri-lo. Pode ser que, embora a gôndola esteja vazia, há produtos na loja, porém, mal distribuídos (parados no estoque da loja ou colocados em outro corredor, por exemplo).

Também há casos em que o estabelecimento ou Centro de Distribuição (CD) responsável pelo seu abastecimento não tenham nenhuma unidade do produto em estoque. Pode ser também que o sistema indique que há itens para reposição, mas que eles não estejam na loja.

A falta de visão da causa da indisponibilidade pode ocasionar uma corrente de ações incorretas, como abastecer uma loja que não estava precisando ou deixar de repor itens onde há produto indisponível.

Outra consequência é a utilização de informações imprecisas para entender o comportamento de consumo do shopper. Os gestores podem ser levados a acreditar que um item está com pouca aceitação por baixa aceitação, quando, na verdade, ele estava indisponível.

Quais as causas para o produto não estar na gôndola?

Para que um problema possa ser devidamente solucionado, é preciso ter atenção especial às causas dele. A indisponibilidade possui consequências negativas para todos os envolvidos.

Confira a seguir as 4 principais causas para que o seu produto esteja passando por problemas de indisponibilidade:

1. Ruptura de estoque

A ruptura representa um problema de reposição que pode ser no nível da loja ou do centro de distribuição. A quantidade de produto em estoque é zero e este item, de fato, não está presente. É o resultado de problemas logísticos envolvendo o devido abastecimento da mercadoria.

2. Estoque negativo

A posição do estoque no sistema está negativa, o que é impossível. Isso acontece porque operações incorretas foram realizadas e acabaram comprometendo a integridade dessa informação. É necessário um ajuste sistemático imediato, retomando a uma posição zerada ou positiva.

3.Gôndola não abastecida

O produto está no estoque da loja, mas, por algum motivo, não foi reposto na gôndola e não está disponível ao consumidor no local correto de apresentação. É o problema mais fácil de ser solucionado, pois requer apenas um processo mais eficiente do profissional dedicado a essa atividade no ponto de venda, além de agilidade no encaminhamento das mercadorias entre estoque e gôndola.

4.Estoque virtual

Esse problema ocorre quando o produto consta no estoque, mas não há nenhuma unidade na loja. estoque no sistema, mas o item não está na loja. Por exemplo, o sistema aponta que deveriam existir 10 unidades de macarrão armazenados, mas a gôndola está desabastecida e ninguém encontra um item para repor.

Quais os próximos passos?

A indisponibilidade na gôndola é um sintoma de problemas graves no abastecimento de produtos em um varejo ou de execução na loja e deve receber toda a atenção possível para ser resolvida o quanto antes. Identificar os padrões é o primeiro passo para que depois seja possível implementar um plano de ação competente.

Quer saber mais sobre esse e outros assuntos? Continue acessando nosso blog e conferindo nossos textos e materiais ricos.

*Post originalmente publicado no blog da Accera


Autor
Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).
Compartilhar
Comente este artigo