Saiba como a tecnologia auxilia a indústria na reposição de estoques

Encontrar o equilíbrio na cadeia de suprimentos, evitando rupturas e excessos de estoque, é uma tarefa que desafia os processos manuais. É nesse ponto da história que a tecnologia entra como facilitadora do processo de planejamento de estoques da indústria. Porque manter demanda e operações em sintonia exige conhecimento constante sobre o sell-out, ou seja: do consumo real.

Isso significa que operar a reposição de estoque vai além da mera adivinhação. E saber o item, a quantidade, a hora e o local certo para que o encaixe entre oferta e procura seja perfeito é quase uma impossibilidade em processos gerenciados à mão ou por dados dispostos em planilhas.

Não estar afinado com o mercado ao planejar estoques e produção pode significar deixar as gôndolas desabastecidas e os clientes insatisfeitos – ou, até mesmo, perder o prazo de validade em produtos não consumidos, justamente pelo excesso de disponibilidade. Nesse cenário, as perdas de vendas refletem diretamente nos ganhos e os excessos de estoque impactam os custos das companhias. E isso influencia a fluidez do caixa da empresa.

Por isso, é importante ter a tecnologia como uma aliada no processo de reposição de estoques. Entenda como ela auxilia, de fato, esse processo:

#1 Gerenciamento dinâmico de estoque

Automatizar o ressuprimento é uma tendência das empresas. Isso significa que a missão de planejar a demanda está submetida à lógica de um sistema que entrega análises em tempo real.

Quem trabalha na indústria reconhece a grande dificuldade de desviar do efeito chicote, que é resumido pelo atraso que a informação sofre até chegar onde as mudanças acontecem. Os responsáveis pelo planejamento e pelas operações precisam conhecer o mercado e o comportamento do consumidor para não deixar furos nem excessos.

Um planejamento orientado ao sell-out será beneficiado pelo gerenciamento dinâmico de ressuprimentos de estoque. Isso significa planejar a demanda conforme o que a empresa venderá. Somente a tecnologia tem os recursos necessários para este cálculo complexo e para que a indústria tenha:

  • Riqueza de informação;
  • Poder de reação para sincronizar a cadeia fora dos muros do negócio;
  • Um estoque bem dimensionado para garantir disponibilidade e atender todos os clientes.

Reprogramar as estratégias dentro da empresa gera impactos em processos internos que envolvem desde a compra de matérias-primas até fabricação de produtos.

#2 Programação das compras

Para produzir é preciso planejar estoques não somente fora da empresa: ter a quantidade certa de produtos dentro de casa é fundamental. Por isso, todos os processos devem ser repensados conforme as informações de sell-out reunidas pela tecnologia. O que permite um posicionamento mais estratégico e lucrativo diante da demanda.

A tecnologia especializada no planejamento de distribuição informa a quantidade de produtos ideal para suprir as necessidades de toda a cadeia.  Ter o dimensionamento de estoque é providência básica para alimentar objetivos claros na produção, que estão relacionados diretamente à compra de matérias-primas.

Além de indicar a quantidade certa de itens a serem produzidos, uma solução especializada na cadeia de suprimentos deve estar integrada cm variados ERP (Enterprise Resource Planning). Esses sistemas de gestão são capazes de listar os materiais que precisam ser adquiridos para a elaboração dos produtos. Mas o sistema especializado sinaliza a falta de matérias-primas ao fornecedor.

Automatizar processos por meio da tecnologia transforma rotinas de reposição de estoque dentro e fora da empresa em ações estratégicas. Dessa forma, dimensionar estoques significa:

  • Fazer compras mais vantajosas de matérias-primas;
  • Ter noção sobre a capacidade de estoque e produção;
  • Entender que as matérias-primas são finitas e podem ser motivo de ruptura quando um item deixa de ser produzido.

Dentro e fora de uma empresa, a ferramenta ideal de gerenciamento de distribuição pode ajudar na missão de planejar estoques. Por isso, considere a complexidade do sell-out e a integração com sistemas de gestão antes de escolher a melhor solução.

Autor

Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).

Compartilhar

Comente este artigo