Dynamic Buffer Management: o que é e como aplicar o DBM?

Dynamic Buffer Management (DBM) é um metodologia de gestão de estoque que contribui  para que as empresas consigam reabastecer os pontos de venda de acordo com a demanda de seus clientes. Esse modelo ajuda a  superar o desafio da ruptura e das constantes oscilações de demandas e preferências do consumidor contemporâneo.

Quer conhecer melhor o DBM e aprender a aplicar esse conceito no varejo? Continue a leitura!

O que é Dynamic Buffer Management?

Dynamic Buffer Management, também conhecido como “Gerenciamento Dinâmico de Pulmões”, é uma metodologia de gestão de estoque da TOC (Teoria das Restrições) e que tem como principal objetivo monitorar e ajustar os níveis de estoque com base no real consumo.

A ideia é reduzir a necessidade das previsões e projeções de venda baseados em análises estatísticas e garantir um reabastecimento mais coerente e adequado às flutuações de demanda relacionadas aos desejos do consumidor.

Vale destacar que a gestão do estoque, por muito tempo, foi deixada de lado pelo varejo e a reposição de mercadorias era feita de maneira empírica.

No entanto, com a necessidade de integração logística entre a indústria e o varejista, a utilização da reposição automática do estoque com base no consumo real consegue eliminar dois grandes problemas: as faltas e os excessos de estoque.

Como funciona o DBM?

O modelo que utiliza projeções de consumo  tem seus problemas e incertezas e, em muito casos, leva a desvios significativos no estoque, gerando faltas e excessos consideráveis de produtos.

Considerando o estoque disponível e, também, os itens “a caminho”, esse sistema é mais eficiente e garante uma boa disponibilidade no ponto de venda. Como isso é possível? Todos os dias, é feita a reposição daquilo que foi consumido no dia anterior.

Para tanto, leva-se em consideração três faixas de estoque: estoque alto, estoque ideal e estoque crítico. Confira!

O estoque alto

O estoque alto, normalmente representado pela cor verde, permite que se trabalhe com um nível de estoque menor. Caso o sistema perceba que determinado produto permaneceu nesse nível durante dois ciclos de reposição, as faixas podem ser reajustadas, sendo prudente uma redução de 33%.

O estoque ideal

O estoque ideal costuma ser representado pela cor amarela e indica que o nível de produtos armazenados está atendendo exatamente a demanda do consumidor. Por esse motivo, não é necessário realizar qualquer ajuste na reposição.

O estoque crítico

O estoque crítico, representado pela cor vermelha, merece uma atenção especial do gestor. Na prática, quando ele existe, há um risco real de ruptura e, consequentemente, de perda de vendas.

Durante a gerenciamento do estoque, ao perceber que um produto costuma entrar nessa faixa com certa frequência, você terá um indicativo de que seu buffer (pulmão) está abaixo do necessário. Nesse caso, recomenda-se um aumento de 33%.

Quais as vantagens do Gerenciamento Dinâmico dos Pulmões?

Conforme mencionado, o Dynamic Buffer Management é uma evolução do modelo tradicional de gestão de estoque, que se mostra menos eficiente e expõe a empresa aos riscos da ruptura e do excesso de produtos.

O DBM conquista espaço por ter algumas  vantagens expressivas, como:

  • maior eficiência na reposição dos produtos;
  • resposta rápida às oscilações do mercado, garantindo disponibilidade;
  • identificação mais rápida dos problemas, quando comparado aos demais métodos.

Em resumo, o sucesso do varejo está relacionado à uma boa gestão do estoque. Infelizmente, é comum encontrarmos empresas que enfrentam dificuldades no balanceamento, ou seja, têm produtos que não precisam e não têm aqueles que precisam. O DBM é a resposta para essa questão, evitando a perda de vendas.

Como utilizar esse modelo no varejo?

Com o Gerenciamento Dinâmico dos Pulmões e a reposição pelo real consumo, os principais obstáculos relacionados ao gerenciamento dos estoque podem ser superados com mais eficiência e estratégia.

Como você sabe, um dos fatores que mais interferem na lucratividade de um negócio é a agilidade com que ela ajusta seus estoques para a realidade do mercado. Ou seja, o aumento do lucro depende de uma resposta eficiente, seja para aumentar ou diminuir a quantidade de produtos armazenados.

Diante da complexidade que é operar dentro de um padrão adequado de reposição, quanto mais próximo à realidade for a reposição dos itens, menos problemas o negócio terá e melhores serão os resultados alcançados.

No varejo, deve-se avaliar constantemente dois fatores críticos que determinam o tamanho do buffer para qualquer SKU:

Diferentemente dos demais métodos, ele não faz isso por meio de estatísticas complexas. O método é muito mais simples e ajusta de maneira dinâmica o tamanho de cada buffer SKU, apresentando as prioridades de reabastecimento, por meio do monitoramento do consumo real e do status do pulmão.

Enfim, a gestão da cadeia de suprimentos se torna mais eficaz, permitindo que se faça um acompanhamento preciso da existência de restrições e dos avanços no estoque para cada SKU. Para que isso seja possível, é necessário adotar alguns procedimentos:

  • estabelecer ordens de reabastecimento diárias — ou com regularidade e em períodos curtos —  para cada SKU;
  • deixar de aplicar pontos de reabastecimento, já que o tamanho do pedido não é mais orientado pela quantidade minima do pedido;
  • o nível máximo de estoque passa a substituir outros métodos de gestão do estoque para os itens sujeitos ao DBM;
  • deve haver o acompanhamento do comportamento dos buffers para decidir se o nível é adequado, avaliando a demanda do mercado e o impacto da frequência do reabastecimento.

O Dynamic Buffer Management (DBM) é um sistema que traz simultaneamente uma melhoria expressiva no nível do serviço, pois permite que o consumidor sempre encontre aquilo que precisa e reduz os desperdícios decorrentes do excessos de produtos em estoque. Por essa razão, não há dúvidas de que o varejo se beneficia bastante com o método, que garante um estoque menor e melhor dimensionado.

Gostou deste material? Quer se manter atualizado sobre novidades, metodologias e processos que melhoram a gestão de seu estoque? Não deixe de assinar a nossa newsletter!

Autor
Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).
Comente este artigo