Entenda os indicadores de visibilidade da cadeia de suprimentos

No varejo e na indústria, acompanhar alguns indicadores de visibilidade são essenciais para a gestão adequada da cadeia de suprimentos. Saiba quais são eles e o que representam:

RUPTURA: Indica a porcentagem de produtos em falta em relação ao total de itens da loja, independente da demanda.

GIRO DE ESTOQUE: Número de vezes em que o estoque se renova no ano.

ESTOQUE VIRTUAL: Mostra a diferença entre o número de produtos que consta no sistema de informações da loja e a quantidade que, fisicamente, está disponível para venda ao consumidor.

COBERTURA DE ESTOQUE: Número de dias que o estoque cobre a demanda do consumidor.

OSA (On Shelf Availability): Mede, diariamente, a disponibilidade de produtos na gôndola em função da demanda. Ou seja: mostra a porcentagem de vezes em que o consumidor tentou encontrar determinado produto e ele estava disponível na gôndola.

PERDA DE VENDAS: Representa a porcentagem de vendas perdidas devido à falta de produtos na gôndola. Nesse caso, mostra a porcentagem de vezes em que o consumidor tentou encontrar determinado item e ele não estava disponível na prateleira.

OSA também mostra as causas da indisponibilidade:

– EXECUÇÃO DE LOJA: Esse indicador mostra que as falhas ocorreram no próprio ponto de venda, mais especificamente por dois fatores: gôndola desabastecida (o produto estava disponível no estoque físico da loja, mas a prateleira não foi reabastecida) e estoque virtual. 

– LOGÍSTICA: Indica que os produtos não estavam disponíveis no varejo ou porque o varejo não colocou o pedido para o fornecedor ou por falha na entrega.

Autor

Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).

Compartilhar

Comente este artigo