Indicadores de supply chain mais precisos com a tecnologia certa

Você saberia dizer a causa que levou à falta de achocolatado no estoque de uma das lojas de seu supermercado, localizada em Santo Amaro, na zona sul de São Paulo? E os motivos para a ruptura de sabão em pó na unidade de sua mesma rede, no Galeão, na zona norte do Rio de Janeiro? Não, não se tratam de perguntas impossíveis de serem respondidas. A tecnologia especializada na cadeia de suprimentos (supply chain) não somente ajuda a esclarecer questões como essas, como também estimula a postura proativa, aquela que procura se antecipar aos problemas.

Para isso, é preciso contar com uma solução que gere os indicadores de desempenho em supply chain — com precisão e agilidade. Para ajudá-lo a escolher a tecnologia adequada ao seu negócio, é importante ter mente quatro características essenciais:

#1 Integração de informações dos elos da cadeia: A solução ideal deve viabilizar uma visão geral dos estoques de todos os agentes da cadeia de suprimentos (indústria, distribuidor e varejo), proporcionando mais assertividade no planejamento e reposição. Essa visibilidade permite ainda melhorar o giro de estoque evitando perda de produtos por vencimento ou avarias. Essa mesma tecnologia permite efetuar pedidos de compra de acordo com seu nível de estoque. Por exemplo, se o armazenamento do distribuidor chega ao nível mínimo programado, é disparado um alerta diretamente à indústria (que consegue visualizar a situação), sem a necessidade de acionar sua equipe de compras.

A solução ideal permite também comparar seus dados com a média de mercado para ter mais assertividade nas decisões. Além disso, traz inteligência ao processo a partir da análise do histórico, medindo, por exemplo, a taxa de ruptura ou a falta de reposição em função de falhas de estoque virtual.

#2 Gerar relatórios precisos para todos os níveis: tão importante quanto reunir e consolidar as informações, é apresentar esses dados de maneira prática e dinâmica para todos os níveis (gerencial, tático e operacional) com a periodicidade necessária. Ou seja, ao invés de seu time se preocupar em colher informações e preparar o relatório, um software especializado em supply chain assume esse papel, o que permite que sua equipe concentre a atenção e a energia na tomada de decisão e na antecipação de soluções. Quando isso acontece, é possível propor medidas que aumentem o indicador de margem de lucro de suas operações (por exemplo, dar mais atenção à distribuição de garrafas de refrigerante para aquela loja que tem registrado repetidas ocorrências de falta de produto na gôndola).

#3 Mecanismos para identificar a causa dos problemas: certifique-se de que a ferramenta tecnológica possua mecanismos de inteligência para não somente monitorar como também ajudar a compreender as causas da falta de produto na gôndola. Isso é possível a partir dos dados do OSA (On Shelf Availability). Novidade no Brasil, ele consolida outros indicadores para gerir melhor o estoque na cadeia de suprimentos, permitindo que indústrias, distribuidores e varejo não apenas monitorem, mas também compreendam as causas da falta de produto na gôndola. Ou seja, caso a ferramenta aponte que houve problemas de abastecimento pelo promotor de vendas, é possível tomar ações pontuais para a resolução do problema.

#4 Sistema robusto e com acesso facilitado: opte também por um fornecedor especializado que ofereça infraestrutura para rodar o software, não trazendo à sua empresa o trabalho de gerenciar banco de dados, servidor e outros equipamentos para fazer funcionar essa solução. Analise ainda se o prestador de serviço possui monitoramento frequente, evitando indisponibilidade do serviço, que pode resultar em perdas para o seu negócio.

Fique atento a esses requisitos para que a tecnologia contratada atue diretamente nos pontos críticos e melhore os indicadores da sua empresa. Por isso, a melhor saída é encontrar parceiros especializados que entendem e dominam as operações da cadeia de suprimentos.

Para conhecer as soluções de visibilidade da NeoGrid, entre em contato com marketing@neogrid.com

Autor

A NeoGrid é uma empresa brasileira de soluções para a gestão de Supply Chain com clientes em mais de 30 países e escritórios na América Latina, América do Norte, Europa e Ásia. Em plataforma exclusiva e completa, as soluções NeoGrid sincronizam a cadeia de suprimentos, trazendo como resultado a redução de rupturas (faltas) e, ao mesmo tempo, a redução de estoques.

Compartilhar

Comente este artigo