Caixa de papelão sendo lacrada com durex

Aprenda a diferença entre picking e packing!

Você já teve a desagradável surpresa de receber uma encomenda com avaria ou diferente do seu pedido? Infelizmente, esse é um problema recorrente para consumidores finais, mas que pode ser evitado caso fabricantes, distribuidores e varejistas coloquem em prática dois conceitos relevantes: pincking e packing.

Saiba o que é e qual a importância de picking e packing para a gestão:

Apesar disso, muitos gestores sequer sabem diferenciá-los corretamente e isso pode gerar alguns transtornos ao negócio.

O processo de separação, que ocorre nos centros de distribuição da indústria e do varejo, é uma etapa complexa e, para que o produto chegue ao destino corretamente, é importante adotar essas técnicas.

Continue com a leitura e conheça a fundo as diferenças entre esses dois termos!

O que é picking?

Picking pode ser resumido como o processo de separação dos produtos que serão encaminhados ao cliente. Trata-se de uma etapa logística essencial, principalmente porque deve ser executada em tempo hábil e de maneira segura.

Uma separação cuidadosa e de acordo com aquilo que foi solicitado pelo cliente é um importante fator de fidelização. Afinal, quem não gosta de receber o produto correto, não é mesmo?

Diante disso, o que se observa é uma constante automatização desse processo. As empresas estão investindo cada vez mais em tecnologias, isto é, em recursos que aumentam a agilidade e a precisão da separação dos produtos.

Os métodos de separação do picking

O picking é considerado um ponto crítico da logística, pois, além de ter um custo elevado, pode comprometer o tempo de execução do ciclo total — tempo entre a confirmação do pedido e a entrega da mercadoria. Por isso, é importante que você conheça os métodos que podem ser utilizados durante esse processo:

  • picking discreto — cada funcionário executa um processo por vez, do início ao fim;
  • picking por zona — o processo é dividido por zonas e cada colaborador fica responsável por apenas uma unidade de manutenção do estoque (SKU);
  • picking por lote — cada colaborador se responsabiliza por um lote, que é composto por vários SKUs;
  • picking por onda — o funcionário se responsabiliza por apenas um SKU, porém, há o intervalo de tempo determinado para isso, o que evita o acúmulo de pedidos na expedição.

O que é packing?

Packing pode ser associado ao processo de embalagem de um produto antes de ser expedido ao cliente final. Essa etapa é bastante comum no envio fracionado de mercadorias, já que esses pequenos itens exigem uma acomodação eficiente para serem transportados em segurança.

Em geral, o packing pode conter vários objetivos, entre os quais vale destacar:

  • unitização do pedido;
  • manutenção da qualidade do produto;
  • prevenção de furtos e roubos a partir da descaracterização da embalagem original.

Assim como as ações de picking, também é possível identificar o aumento do uso de tecnologia nos processos de packing. No entanto, vale enfatizar que é importante que exista um trabalho em conjunto entre a indústria, o fornecedor e a empresa, para que a embalagem original seja preservada em todo o processo logístico.

A importância da embalagem

Desde que o cliente faz o pedido até a entrega da mercadoria, há um longo percurso a percorrer. Em alguns casos, é possível que se utilize mais de um modal de transporte e que a carga passe pelas mãos de diferentes transportadores, o que dificulta ainda mais o procedimento.

Garantir que o produto chegue às mãos do consumidor em perfeito estado de conservação e sem avarias é um desafio, mas ele é minimizado quando os materiais utilizados para embalar o item são resistentes e adequados ao produto, como plástico bolha e isopor.

Como consequência, a embalagem exerce um papel fundamental na satisfação do consumidor final. Não há dúvidas de que receber um produto estragado ou com a embalagem totalmente danificada afeta a credibilidade do negócio e pode desencadear a devolução da mercadoria.

Mas isso não é tudo! A embalagem também pode ser usada como uma estratégia de marketing. Afinal, uma embalagem original e resistente faz toda a diferença na hora de fidelizar o consumidor.

Picking e packing: por que eles são tão importantes?

Juntos, picking e packing são os responsáveis por assegurar a integridade do produto e permitir que ele seja entregue ao cliente como solicitado. Quando esses processos são executados com perfeição, os índices de satisfação da clientela são elevados e a porcentagem de devolução de mercadorias é reduzida.

Mas para que isso aconteça, enquanto o produto não é colocado nas prateleiras ou enviado ao consumidor, é preciso planejamento e muito cuidado em seu armazenamento. Tanto a falta de cuidado com as embalagens quanto as falhas durante a separação podem gerar perdas e causar prejuízos ao negócio.

A cautela durante o transporte também é decisiva para a integridade da embalagem e do produto.

Deve-se observar que o trabalho em conjunto entre a indústria, o fornecedor e a empresa é o que garante o sucesso de toda a operação logística, garantindo que, de fato, a embalagem original seja preservada.

Essa colaboração é essencial, posto que que de nada adiantaria separar e embalar corretamente o produto, se as demais etapas do processo não fossem executadas com qualidade.

Para isso, é necessário investir em planejamento e dar uma atenção especial à escolha dos parceiros, em especial da transportadora. Os cuidados durante o transporte, também, são decisivos para a integridade da embalagem e do produto e, caso não existam, podem comprometer todo o processo.

Além disso, enquanto a mercadoria não é colocada nas prateleiras ou enviada ao consumidor, é preciso planejamento e muito cuidado em seu armazenamento. Em geral, as falhas nessa etapa podem desencadear problemas e causar prejuízos ao negócio.

As perdas durante a etapa de armazenamento são um obstáculo á rentabilidade empresarial. Tanto a falta de cuidado com as embalagens, quanto às falhas durante a separação podem contribuir para o aumento do problema.

Conseguiu aprender as diferenças existentes entre picking e packing? Depois de todas as informações apresentadas neste post, podemos concluir que eles são essenciais para a satisfação do consumidor e para aumentar o nível de serviço das empresas.

Mas é importante observar que, além de separar e embalar corretamente o produto, as demais etapas do processo logístico e da gestão da cadeia de suprimentos devem ser executadas com qualidade e sincronia, de acordo com a demanda. Para que isso aconteça,  é fundamental o trabalho colaborativo, entre indústria e varejo.

Este material contribuiu para o seu aperfeiçoamento profissional? Quer ter acesso a mais conteúdos como esse, sempre em primeira mão? Assine a nossa newsletter. É rápido, simples e 100% gratuito!


Autor
Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).
Compartilhar
Comente este artigo