Qual a importância do business intelligence para a indústria e o varejo?

O uso de soluções tecnológicas para otimizar processos é uma prática que está no alicerce da transformação digital. Nesse sentido, o Business Intelligence (BI) representa uma das ferramentas mais relevantes. O motivo é simples: trata-se de um instrumento que permite utilizar de maneira inteligente a informação, que é um dos ativos mais valiosos à disposição das empresas.

Entretanto, o assunto segue permeado de dúvidas que devem ser sanadas. Afinal, você sabe exatamente o que significa aplicar o conceito de BI em uma empresa? De que forma isso se relaciona com a indústria e o varejo? Quais são os benefícios? Vale mesmo a pena investir nisso?

O objetivo desse artigo é esclarecer definitivamente essas questões, ajudando você a tomar as melhores decisões na sua empresa. Então, vamos lá!

Afinal, o que é Business Intelligence?

O conceito de Business Intelligence — ou Inteligência de Negócios — refere-se ao processo de utilização de um conjunto de dados para embasar tomadas de decisão, otimizar processos e melhorar a produtividade de uma empresa. Para tanto, é adotada uma ferramenta (solução de BI) para processar esse material, transformando-o em informações relevantes.

Na prática, a aplicação do BI envolve integrar e automatizar a gestão dos dados corporativos. O objetivo é fomentar um desempenho operacional de alto nível, baseado em informações confiáveis fornecidas por esse sistema.

Vale destacar que essa é uma tendência importante da era da digitalização pela qual o mercado está passando. Na busca por melhorias de performance, as empresas perceberam perdem muito tempo quando realizam a busca por dados de forma manual.

É preciso coletar, armazenar e processar os dados da organização, de maneira que haja mais previsibilidade sobre os resultados a serem alcançados. Por isso, a solução de BI pode ser alimentada, por exemplo, com as informações do ERP ou de outro sistema de gestão.

Os impactos, como mostraremos a seguir, são extremamente relevantes.

Quais os benefícios do BI para os negócios?

O primeiro impacto é justamente a mudança no mindset dos profissionais da empresa: em vez de um trabalho baseado no feeling ou, no extremo, em tiros no escuro, os gestores podem tomar decisões baseadas em dados mais confiáveis. Grosso modo, é a sistematização do uso da tecnologia como ferramenta inteligente para promover uma atuação mais estratégica.

Consequentemente, a gestão de riscos é diretamente beneficiada. Por meio de análises inteligentes dos dados coletados, tanto as equipes como a direção da empresa podem melhorar o desempenho nas suas atividades.

Para entender como isso funciona, vamos a dois exemplos básicos. Para uma equipe de vendas, uma análise de BI pode mostrar quais são os produtos mais vendidos, assim como os que saem menos. Consequentemente, é possível adequar a reposição, planejar promoções, reposicionar produtos nas gôndolas etc.

Já a nível de gestão empresarial, a solução de BI oferece dados de indicadores atualizados com maior frequência e relacionados de forma mais inteligível. Isso significa que os executivos são capazes de visualizar melhor o desempenho das equipes de vendas — tanto em uma perspectiva mais ampla, quanto em um plano mais detalhado.

O BI e o relacionamento com o cliente

Outro ponto a ser destacado é a aproximação que o BI permite entre a empresa e seus clientes. Em um primeiro estágio, a solução é capaz de organizar e expor, de forma inteligível, os dados dos consumidores (fidelizados ou em potencial).

Com esses perfis detalhados em mãos, a empresa passa a ser capaz de desenvolver uma boa gestão de leads e clientes. Os dados se tornam informação útil que, por sua vez, dispara ações de trade marketing direcionadas. Então, o cliente interessado recebe a devida atenção da equipe de vendas para que o lead seja transformado em venda real.

Esses impactos são ainda mais visíveis na relação entre a indústria e o varejo, como você verá agora.

Como uma solução de BI ajuda a indústria e o varejo?

A cadeia de suprimentos (supply chain) pode ser amplamente beneficiada pela inserção do Business Intelligence em sua dinâmica operacional, algo que traz impactos significativos para a indústria e o varejo. Para começar, temos a questão da gestão de estoque.

Quando pensamos no assunto, é natural relacioná-lo ao objetivo de deixar a produção mais enxuta. Nesse sentido, a BI é capaz de integrar as informações de materiais em uma única ferramenta, facilitando a análise dos dados e as tomadas de decisão.

Na prática, isso significa responder com agilidade às variações dos níveis de estoque: se um material apresenta uma baixa de consumo, o próximo pedido é rapidamente ajustado; se há uma demanda maior, o pedido é feito antes que o material esteja em falta.

Estoques da indústria e do varejo

Para a indústria, a BI permite ainda um alinhamento entre a gestão da cadeia de suprimentos às demandas reais do consumidor. Em outras palavras, os projetos que dão início à produção definem a quantidade de material a ser comprada.

Essa demanda vem, é claro, do consumidor do varejo. Aqui, a função da BI é promover um monitoramento mais preciso dos indicadores. A identificação de vendas combinadas, por exemplo, pode ser bastante produtiva. No entanto, isso precisa chegar ao gestor rapidamente para que a oportunidade se transforme em ação real.

O que nem todo mundo percebe é que os impactos extrapolam o contexto do estoque, beneficiando também os departamentos ao redor. Isso acontece porque a solução de BI pode ser integrada a sistemas como o ERP e o CRM para processar os dados e gerar insights relevantes em outras atividades.

Resumidamente, toda a cadeia de suprimentos pode ser alcançada por uma estratégia de otimização de processos e de tomadas de decisão. A tecnologia cumpre o papel de transformar dados em informações relevantes, enquanto os gestores e suas equipes podem fazer uso inteligente desse material para conquistarem resultados melhores.

Não é à toa que o Business Intelligence ganha cada vez mais espaço no mercado. Os benefícios são muitos e ajudam a integrar os setores em torno dos objetivos estratégicos definidos pela organização — uma tendência da supply chain 4.0 que não pode ser ignorada. Coloque a tecnologia para trabalhar a seu favor e colha os frutos na sua empresa você também!

Agora que você já conhece o funcionamento do BI, deixe seu comentário e conte-nos se sua empresa lida com a tecnologia como estratégia de negócios!

Autor
Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).
Comente este artigo