Saiba como a Lactalis aumentou a disponibilidade de seus produtos no varejo

As prateleiras dos supermercados viraram um espaço de disputa. Em uma velocidade muito grande, surgem novas marcas para brigar pela atenção dos clientes, aumentando o tamanho do desafio da indústria, que precisa anunciar seu produto e garantir que ele esteja disponível de maneira eficiente. E aí que aparece o OSA (On Shelf Availability).

O OSA mede, diariamente, a disponibilidade de produtos na gôndola em função da demanda do consumidor final e apresenta as causas da indisponibilidade, que podem ocorrer devido a problemas logísticos ou de execução de loja.

Wdilene Bezerra, gerente de customer service da Lactalis e profissional com experiência na implementação do OSA, afirma que o indicador permite que as indústrias entendam, de forma estruturada, “quais os SKUs estão com problemas e tratem com os clientes para solução de forma rápida para colocar os produtos nas gôndolas”.

Utilizando o OSA da Neogrid, Wdilene desenvolveu junto à sua equipe um modelo de trabalho orientado ao indicador e teve resultados importantes. “Com as informações disponíveis, aumentamos em 13 pontos percentuais a disponibilidade da categoria iogurte em uma rede de varejo global, no estado de São Paulo”.

Na gestão de seus produtos na gôndola, a Lactalis conta com a colaboradora Aline Mattos, especialista na ferramenta OSA, e disponibiliza um profissional dedicado a cada cliente. Assim, envia os dados para o time estratégico da empresa, gerando oportunidades e ações necessárias para regularizar cada SKU e colocá-lo na gôndola de forma rápida.

“Atuamos com nossos pares nos clientes, mostrando a recorrência por SKU e motivos das rupturas, buscando trabalhar em conjunto para a solução. Mostramos para o cliente o tripé OSA, ruptura, oportunidade de venda e nível de cobertura de estoque. Essa análise ajuda na tomada de decisão e no aperfeiçoamento do parâmetro nas bases dos clientes”, explica Wdilene.

A colaboração como prática

Para que o OSA proporcione resultados realmente satisfatórios, é essencial que ele tenha o suporte de uma colaboração entre indústria e varejo, garantindo que os números se tornem ações efetivas. Assim, ganha o fabricante, que terá certeza da disponibilidade de seus produtos, mas também há benefícios para o varejista, que potencializa suas vendas.

Wdilene defende que é importante para a indústria ter excelência na gestão dos promotores, garantindo comunicação e colaboração entre eles e os responsáveis pelas contas nos fabricantes e nas lojas. Dessa forma é possível ter velocidade na tratativa dos estoques virtuais e na geração de pedidos, por exemplo.

No entanto, a executiva destaca que essa oportunidade está em aberto no varejo, pois as lojas ainda tratam esse processo de forma descentralizada e atribuindo funções aos departamentos. “No dia em que o varejo tiver um ponto focal, muda o cenário”, afirma a gerente, que acredita em um profissional multifuncional.

Autor
Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).
Comente este artigo