Seu produto não está disponível na gôndola? Descubra as causas e como corrigi-las

Muitas vezes, você até pode até ter acesso à informação de que determinados produtos estão em falta na gôndola e saber ainda o tamanho do prejuízo que isso vai gerar para o seu negócio. Mas quem tem foco no resultado não deve se concentrar no problema e sim na sua solução, concorda?

E a solução, nesse caso, envolve saber não apenas o que está em falta, mas principalmente por qual motivo isso aconteceu. Assim, a empresa consegue atuar diretamente sobre as causas raiz do problema e desenvolver ações para evitá-las.

Esse é o papel dos indicadores OSA (On Shelf Availability): medir a disponibilidade dos produtos na gôndola, inclusive em relação a cada causa raiz.

Você já sabe como o conceito de OSA pode ser aplicado no seu negócio para proporcionar um nível de estoque equilibrado e índices de indisponibilidade cada vez menores?

Indicador “Vendas Perdidas”

É a principal métrica com a qual uma solução de visibilidade de estoques trabalha e o indicador disponibilizado para facilitar o acompanhamento e a tomada de decisão tanto por parte de varejo quanto da indústria.

Ele mostra o percentual de vendas perdidas em unidades e valor devido aos “problemas de OSA”, ou seja, à indisponibilidade dos produtos na gôndola. Entre os subindicadores mais comuns, utilizados para especificar a origem da falta da mercadoria, estão:

  • Estoque negativo: quando são vendidas mais mercadorias do que a quantidade registrada no sistema;
  • Estoque virtual: o estoque físico está diferente do sistêmico ou apresentando no sistema da loja.
  • Gôndola desabastecida: há produto em estoque, porém, o item não foi reposto na gôndola;
  • Ruptura: estoque igual a zero em função de pedidos não entregues ou não emitidos;
  • Ruptura parcial: houve entrada de pedidos recentemente, mas a gôndola continua desabastecida;
  • Perdas (desperdício): quando não é registrada a venda e o nível de estoque do produto baixou – muito comum no caso de avarias e furtos, por exemplo.

Confira abaixo por que o uso de uma solução de visibilidade de estoques pode ser a chave para combater problemas como esses:

  • Na indústria

A falta de um produto na gôndola acaba comprometendo o market share da marca. Além disso, pode fazer com que a indústria perca seu faturamento. No entanto, ao utilizar uma solução de visibilidade dos seus produtos no varejo, equipada com indicadores OSA, a equipe de campo da empresa pode atuar de forma rápida e precisa nos pontos de venda que apresentem problemas de indisponibilidade de mercadorias, garantindo mais vendas e maior lucratividade.

  • No varejo

Quando o consumidor não encontra o produto que precisa na prateleira, pode virar as costas e ir em busca da mercadoria em outro ponto de venda. Saber as causas dessa indisponibilidade, porém, ajuda o estabelecimento a prevenir esse tipo de situação ao combater as principais causas, reduzindo rupturas, balanceando o nível de estoque de acordo com a demanda e fidelizando o cliente.

A partir de agora, marcas, pontos de venda e distribuidores não têm mais motivos para perder vendas e não aumentar sua lucratividade. Para essa lista de razões ficar completa, falta apenas conhecer uma solução tecnológica na medida para ajudar a aplicar os princípios de OSA no seu negócio. Continue acompanhando esta série no blog para saber mais!

Autor

Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).

Compartilhar

Comente este artigo