Solução adequada de supply chain alavanca resultados do varejo e da indústria

Gerenciar as informações obtidas em todas etapas da cadeia de suprimentos (supply chain) não é tarefa das mais fáceis. Mas esse tem sido o caminho que a indústria e o varejo têm perseguido para alcançar a excelência operacional, ainda mais em tempos de desaceleração econômica. Empresas do setor estão buscando apoio na tecnologia especializada para aumentar a competitividade de seus negócios.

Por meio das soluções tecnológicas, é possível acompanhar de forma bastante eficiente os indicadores de performance da cadeia de suprimentos e tomar as ações necessárias para aumentar a lucratividade do varejo e da indústria. Veja como uma solução especializada em supply chain atua em três indicadores relevantes:

Indicador de ruptura: a alta taxa de falta de produto na gôndola ainda é uma pedra no sapato do varejo e da indústria. Ao acompanhar de maneira sistemática os relatórios gerados pelo software especializado é possível mapear com precisão quais os produtos mais consumidos, em qual período e em qual loja, atuando na prevenção para evitar a indisponibilidade do item no ponto de venda. Entre outras vantagens, o acesso a esses dados facilitará o estabelecimento de uma agenda otimizada com os fornecedores e compatível com o fluxo de compra da loja. Leia mais sobre esse indicador no post “Como melhorar o indicador de ruptura?”

Indicador de cobertura de estoque: possibilita saber com precisão em quanto tempo o seu estoque deixará de atender as vendas e a demanda dos consumidores. A solução ideal permite comparar seus dados com a média de mercado para ter mais assertividade nas decisões. Além disso, traz inteligência ao processo a partir da análise do histórico, medindo, por exemplo, a taxa de ruptura ou a falta de reposição em função de falhas de estoque virtual. O cuidado com esse indicador pode evitar que o consumidor troque de marca ou vá a outro ponto de venda, impactando negativamente sua rentabilidade. Desse modo, a tecnologia contribui para estabelecer ações preventivas evitando um impacto negativo nas vendas. O post “Porque acompanhar o indicador de cobertura de estoque é fundamental”, mostra todos os detalhes desse indicador.

Indicador de OSA (On Shelf Availability): novidade no Brasil, ele consolida outros indicadores para gerir melhor o estoque na cadeia de suprimentos, permitindo que indústrias, distribuidores e varejo não apenas monitorem, mas também compreendam as causas da falta de produto na gôndola. Essa consolidação, no entanto, só é possível por meio de uma solução especializada na cadeia de suprimentos. Uma das constatações fornecidas a partir dos dados OSA (On Shelf Availability), por exemplo, é a causa de indisponibilidade de produto na gôndola. Informações tão detalhadas como essa favorecem traçar ações pontuais no processo, aumentando a lucratividade. Saiba mais no post “Faltou produto na prateleira? Saiba como o OSA pode solucionar esse problema”

Para trabalhar adequadamente com os principais indicadores de performance da cadeia de suprimentos é fundamental contar com uma solução especializada, que atue como agente facilitador para gerar as informações necessárias e, assim, melhorar também o nível de serviço do varejo.

Autor

Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).

Compartilhar

Comente este artigo