Analista-olhando-dados-no-computador

Transformação digital: como ela impacta nos resultados de uma empresa?

Você já ouviu falar em transformação digital? Esse tema tem angariado muita atenção nos últimos anos, especialmente porque seus benefícios são inúmeros e podem modificar a maneira de uma empresa fazer negócios e se destacar perante a concorrência.

Mas como obter todas essas vantagens? Como modernizar e permanecer competitivo em um mercado tão dependente da tecnologia? Para solucionar essas dúvidas, elaboramos este material com tudo que você precisa saber para aproveitar ao máximo os recursos da transformação digital. Confira!

O que é transformação digital?

Pode-se dizer que transformação digital é um movimento que otimiza e moderniza processos das empresas, bem como traz benefícios para a sociedade em geral. O fator mais relevante é que ela não significa somente implantar novas soluções tecnológicas, mas formar um pensamento mais inovador, aberto às facilidades e às mudanças que a automatização pode trazer.

Diversos segmentos já têm investido na transformação digital. Hoje, é perfeitamente possível fazer uma graduação online, pagar contas por meio de aplicativos e até consultar um especialista pela internet.

Nas empresas, a comunicação com o consumidor já é realizada com muito mais praticidade, dados podem ser salvos em nuvem e estoques são repostos automaticamente. Além disso, em muitos casos, não é mais preciso ter um ambiente físico para negociar e vender produtos e serviços.

Quais são os elementos impulsionadores dessa transformação?

Resumidamente, os principais recursos que fomentam a transformação digital são ferramentas que já estão presentes no mercado há algum tempo e hoje conquistaram espaço em diversos modelos de negócios. Entre elas, as principais são:

  • internet das coisas (IoT) — rede de aparelhos e dispositivos conectados à internet que compartilham dados entre si;
  • blockchain — solução confiável de transações que garante a rapidez e segurança do processo;
  • Inteligência artificial — máquinas (físicas ou digitais) que realizam atividades e funções humanas sozinhas, com larga capacidade de autodesenvolvimento.

Quais são os impactos da transformação digital na sociedade?

Atualmente, em muitos casos, as pessoas sentem muito mais a falta da tecnologia do que de recursos físicos. Afinal de contas, grande parte das atividades operacionais e do cotidiano são digitais e espera-se que tudo funcione plenamente, sem apresentar nenhuma falha.

Os smartphones, por exemplo, têm todas as funcionalidades necessárias para serem úteis o dia inteiro:

  • mecanismos de processamento de mensagem (texto e voz);
  • calendários;
  • lembretes;
  • alarmes;
  • opções de transporte;
  • previsão meteorológica;
  • serviços de compra, venda e delivery.

No momento em que a tecnologia não está presente, sentimos seus impactos rapidamente. Por exemplo, quando temos que aguardar horas na fila para fazer um pagamento, ir até um órgão público para solicitar um documento ou lidar com a queda de sinal durante uma teleconferência.

É por causa disso que as organizações devem investir em ferramentas que atendam às demandas dos colaboradores e clientes da mesma forma e conforme o esperado.

Uma inovação leva à outra, isto é, uma nova ferramenta gera melhorias de processos, convertidas em produtos e serviços de qualidade. Isso é crucial, uma vez que os consumidores almejam cada vez mais otimizações, pois se habituaram a determinadas experiências do cotidiano.

Quais são os impactos da transformação digital nas empresas?

Evoluir é preciso, logo, adaptar-se é inevitável. Com base nesse raciocínio, fica fácil compreendermos a importância de todas as empresas acompanharem a transformação digital, visto que todos os processos são afetados. Veja a seguir quais são os impactos mais visíveis no meio organizacional.

Aumento das receitas e redução de custos

Ao investir em mudanças inovadoras na estrutura de um negócio, uma das consequências é o crescimento das receitas. E esse resultado não se refere somente ao volume de vendas, mas também à presença de mercado.

Além disso, a digitalização de processos melhora a produtividade da empresa como um todo, dando mais eficiência às tarefas executadas, o que reduz tempo e custos operacionais.

Colaboradores mais qualificados

Com a transformação digital, as máquinas passam a executar serviços repetitivos e mecanizados, o que diminui a incidência de erros e reduz o esforço puramente operacional dos trabalhadores. Com isso, a admissão de uma mão de obra mais qualificada se faz essencial.

Graças a essa realidade — que tem se mostrado fundamental para qualquer tipo de negócio, independentemente da área de atuação ou do porte do empreendimento —, são exigidos profissionais com talento para:

  • tomar decisões;
  • cumprir as obrigações delegadas;
  • agir sem precisar de ordens (proatividade);
  • comportar-se a fim de favorecer a harmonia do ambiente de trabalho;
  • lidar com diversos aplicativos e ferramentas;
  • analisar dados de sistemas gestão.

Dessa forma, funcionários deixam de ser apenas um nome no crachá ou um número no sistema e passam a ser vistos como parte indispensável para o desempenho das atividades automatizadas da empresa, melhorando resultados.

Graças a esses fatores, a implementação bem-sucedida da transformação digital fica diretamente atrelada aos treinamentos periódicos, pois com um critério mais específico de escolha torna-se mais fácil atrair e reter talentos.

Melhor comunicação interna

Para que o fluxo das atividades ocorram normalmente, é preciso que todos os departamentos estejam integrados. Por exemplo, o setor de produção não pode trabalhar de forma contínua enquanto o estoque tem poucos insumos.

Logo, dentre as vantagens trazidas pelas ferramentas tecnológicas, a rapidez na comunicação interna é essencial para aumentar a performance de um negócio.

Além disso, a transformação digital contribui com uma gestão transparente, servindo de inspiração para todos os integrantes da companhia.

Maior engajamento com o público via marketing digital

Na competição pelo mercado, as práticas de abordagem com clientes também passaram por readequações. Com o intuito de se destacar perante os concorrentes, os empreendedores passaram a se preocupar em agregar mais valor ao seu nicho.

Assim, as ações de marketing digital não têm mais somente o intuito de atingir o maior público possível, mas, também, as pessoas certas. Para que isso aconteça, é necessária uma segmentação de perfis detalhados:

  • faixa etária;
  • ocupação e nível de renda;
  • tipos de solução mais buscadas;
  • plataformas digitais mais utilizadas;
  • comportamento no ambiente virtual.

Dessa forma, as campanhas de marketing são disparadas somente para os indivíduos que se encaixam  ao perfil almejado, ou seja, aqueles que tenham potencial para se tornarem clientes, os famosos leads.

Sendo assim, os investimentos em tecnologia nessa área devem estar voltados à automatização desse processo, de modo a viabilizar a captura de leads qualificados.

Por exemplo, se o público-alvo está cada dia mais presente nos canais digitais, a marca que pretende estreitar vínculos com seu nicho deve aproveitar-se dos aparatos apropriados para constituir uma presença online forte.

Fortalecimento da marca com as redes sociais

Pegando o gancho com o tópico anterior, para que sua empresa seja conhecida por mais pessoas, é essencial que ela esteja presente nas redes sociais. Sabe-se que o público brasileiro passa horas utilizando essas ferramentas  de comunicação. Logo, aqueles que adotarem essas plataformas podem atrair clientes e expandir seus empreendimentos.

As mídias sociais são excelentes para criar um canal de contato para potencializar o relacionamento com o consumidor. Por meio delas, é possível expor sua marca e produtos em larga escala, uma vez que esse ambiente é usado por pessoas de todos os tipos e lugares.

Ampliação do modelo de negócio

A transformação digital é capaz de garantir inovações que aumentam o leque de possibilidades de atuação. A exemplo disso, temos a loja virtual (e-commerce), que é uma opção de vendas bastante conveniente para os dias de hoje.

Antes dessa realidade, as comercializações só eram possíveis em estabelecimentos físicos, o que limitava bastante o acesso de clientes. Porém, a evolução tecnológica rompeu essa barreira, e agora é possível contar com a opção de venda digital, seja no próprio site corporativo, seja na página de parceiros.

Existe também um crescimento no modelo de negócios que vendem soluções de serviços que facilitam os processos de outras empresas, como as SaaS (Software as a Service). Tudo isso graças ao apoio de diversas tecnologias  e sem a necessidade de instalação nos equipamentos do contratante.

Competitividade com empresas maiores

As empresas de pequeno e médio porte sempre se depararam com a  dificuldade de menor aporte econômico para permanecerem no mesmo grau de competitividade das maiores.

No entanto, a transformação digital vem modificando este panorama. Integrar a tecnologia às obrigações empresariais nem sempre exige investimentos grandiosos, e esse aspecto em muito beneficiou as PMEs.

Alguns exemplos são a emissão de cobranças, reconhecimentos de pagamentos, lançamentos contábeis e financeiros. Atividades que tornam muitos negócios escaláveis.

A chave para o sucesso está no planejamento e na escolha das ferramentas mais adequadas — não adianta querer utilizar tudo que estiver disponível, pois o que é útil para os outros nem sempre será o mais conveniente para o seu empreendimento.

Como uma empresa pode se adaptar à transformação digital?

É relativamente simples, basta cumprir as novas demandas feitas pelos clientes e se adaptar em um mercado em constante evolução. A transformação digital torna as empresas mais estratégicas e faz com que a obtenção de resultados seja mais ágil e dinâmica.

Veja abaixo, o que você precisa fazer para que isso se torne uma realidade no seu negócio.

Faça pesquisas de mercado

Esse tipo de adaptação exige mudanças pontuais, portanto, as pesquisas de mercado são indispensáveis. Por meio desse estudo é que a empresa levanta fatores que influenciam as decisões do público, como:

  • necessidades;
  • opiniões;
  • preferências;
  • conflitos.;
  • hábitos relacionados à tecnologia.

Com base nisso, sua marca terá subsídios para realizar mudanças que tragam impactos positivos e perceptíveis aos clientes, transmitindo mais valor a eles.

Aprenda mais com seus dados

Para uma empresa, não existe nada melhor do que utilizar  informações estratégicas acumuladas com o passar dos anos. Dentro da transformação digital, isso é possível com o apoio de ferramentas como o Business Intelligence. Ela  ajuda a levantar métricas de acompanhamento de desempenho para tomar decisões baseadas em dados.

Dessa forma, sua organização terá uma vantagem competitiva extremamente valiosa. Isso ajuda a definir metas atingíveis e garante uma boa performance, fazendo com que suas ações sejam mais orientadas e precisas.

Ademais, para acertar sempre, é necessário investir nas plataformas ideais para prosseguir com sua agenda estratégica. Para isso, esteja aberto às mudanças que podem ocorrer ao longo do caminho. Considere inovações ágeis e flexíveis, que permitam ser alteradas de acordo com a evolução do seu segmento de mercado.

Coloque o fator humano antes das máquinas

Quando o objetivo é a implementação de novas tecnologias de gestão, alguns gestores tendem a dar prioridade à aquisição de ferramentas que tornam o processo mais fácil. Porém, o aspecto mais relevante para o sucesso do negócio, por vezes, é desconsiderado. Em suma, com a popularização da automação e recursos que melhoram a produtividade, o fator humano é deixado de lado.

Se atentar em saber como a equipe interage com a automação é crucial para a consolidar a transformação digital. Ouvir seus subordinados e compreender que tipos de soluções poderiam otimizar os seus afazeres é tão relevante quanto conversar com especialistas na área. É colocando a equipe em evidência que o negócio pode se preparar para esse grande passo.

Conte com ajuda especializada

A mudança de um processo analógico para o digital pode ser desafiadora para um empreendimento que não possui know-how necessário, ou simplesmente não está preparado para encarar esse percurso sozinho.

Nesse sentido, vale a pena buscar o auxílio de uma consultoria externa. Negócios especializados têm mais conhecimento técnico sobre o assunto e, certamente, já vivenciaram situações semelhantes às suas.

Também é necessário considerar o custo: utilizar uma ferramenta pronta pode implicar em um investimento menor do que criar uma solução internamente. Isso porque é preciso envolver profissionais de calibre, com grande portfólio de especialidades, para cumprir as demandas dos processos.

No momento de escolher um sistema, se atente ao nível de customização e adaptação da tecnologia. Em geral, as opções mais baratas não podem ser personalizadas e, por consequência, prejudicam a evolução das atividades como um todo.

Abra caminho para o trabalho remoto

Fazer com que a equipe consiga trabalhar remotamente está atrelado ao diferencial estratégico que a automatização traz. Com a viabilidade de gerenciar projetos de modo colaborativo na nuvem e acessar sistemas via internet, torna-se mais fácil adaptar as obrigações do colaborador às modalidades mais flexíveis de trabalho. Tudo isso garante mais qualidade de vida à equipe.

Considere o ciclo de vida dos serviços digitais

Adotar serviços digitais é essencial, mas pode não ser suficiente se não houver conhecimento sobre sua durabilidade, considerando a evolução tecnológica dos serviços digitais. Saber a forma como as soluções podem ser utilizadas, exploradas e otimizadas ao longo do tempo é crucial.

A TI, suas funcionalidades e mecanismos estão em frequente mudança e desenvolvimento. Se preparar para isso é uma maneira inteligente de fazer atualizações futuras sem comprometer o fluxo do negócio e dos processos, mantendo as tecnologias sempre atuais.

A transformação digital na indústria e no varejo

Indústria

É fato que muita coisa surgiu por meio de aplicativos, softwares e dispositivos. Entretanto, a inovação atingiu o setor industrial em cheio, especialmente em relação à inteligência artificial e a indústria 4.0. Isso ocorre quando a tecnologia oportuniza o desenvolvimento de uma produção digital integrada a sistemas, usuários, máquinas e produtos.

Para além da produção, existem outros impactos da transformação digital na indústria. Um deles veio por meio dos softwares de gestão integrada, que unificam em um único ambiente todas as áreas da empresa. A gestão da cadeia de suprimentos também se beneficiou das novas tecnologias. Hoje, é possível, por exemplo, ter dados em tempo real de estoque e vendas do varejo e dos distribuidores, automatizar o ressuprimento de produtos e trafegar diversos tipos de documentos por soluções integradas.

Entenda como funciona a cadeia de suprimentos. Baixe o material completo.

Varejo

O varejo foi impactado de diversas formas pela transformação digital. Um dos mais percebidos é o e-commerce, permitindo que os consumidores possam fazer a compra de diversos tipos de produtos pela internet e do conforto do lar, recebendo os produtos em casa.

Do e-commerce surgiu outro fator importante de impacto no varejo, sendo um dos mais fortes atualmente. Trata-se do omnichannel, que é um modelo de atendimento e relacionamento multicanal, que integra a estrutura física com os canais virtuais das lojas, permitindo que o cliente possa, por exemplo, comprar pela internet e retirar o produto em algum ponto de venda físico.

Além disso, ainda existem outras mudanças, como os novos formatos de meios de pagamento, as tecnologias para gerenciamento do estoque e entrega dos produtos, os mais variados aplicativos, análise do comportamento do consumidor e acesso à informação por parte dos clientes.

Quais são os benefícios da transformação digital?

Surgimento de novas funções e novos cargos

As mudanças digitais afetam o mundo organizacional como um todo, incluindo o foco em novas competências e oportunidades de futuros cargos. Mesmo em períodos de instabilidade econômica, a necessidade por profissionais capacitados — que possam executar funções pertinentes às transformações digitais —, é enorme e vai desde operação de dispositivos até implicações em segurança virtual.

Integração entre departamentos

Outro grande benefício das ferramentas tecnológicas — seja de gestão operacional, financeira ou produtiva —, é a possibilidade de unir todos os setores em uma cadeia mais coerente e participativa.

Essa evolução também traz para as organizações novas modalidades de treinamento, mais dinâmicas a fim de estimular a inovação e a proatividade como fatores importantes em um ambiente empresarial.

O resultado dessa transição é um time mais capacitado, flexível e apto para encontrar soluções eficientes sem a necessidade de realizar grandes investimentos adicionais.

Maior transparência e segurança

Empreendimentos digitais são mais transparentes. Ou seja, a utilização de infraestrutura de TI baseada e integrada em ferramentas de gestão reduz a incidência de erros na hora de a empresa realizar suas obrigações de rotina. A gestão financeira automatizada, por exemplo, passa a ter uma vantagem considerável sobre qualquer modelo manual, garantindo ao gestor o controle pleno e instantâneo — tanto das despesas quanto das receitas.

Essa clareza também conta na hora de alavancar a reputação da marca, desde a política interna com gestores e funcionários até a relação de confiança com os consumidores.

Soluções tecnológicas para prover e gerenciar processos como serviço são hoje a maneira mais confiável de obter segurança sem comprometer a produtividade. Além disso, a tecnologia também pode ajudar a reduzir custos. Baixe o estudo completo e saiba como.

Com essa mudança, tudo fica mais dinâmico, preciso e acessível. Portanto, não perca mais tempo e comece já a buscar as melhores tecnologias para elevar sua capacidade operacional e aumentar seus lucros.

Se você gostou deste conteúdo, não deixe de compartilhá-lo com seus amigos nas redes sociais, para que eles também conheçam os diferenciais da transformação digital!

Autor
Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).
Compartilhar
Comente este artigo