Você sabe como está o desempenho de seus produtos em relação ao mercado?

Você sabe como está a performance dos seus produtos no ponto de venda? E qual a seu desempenho em relação às marcas concorrentes? Descobrir o comportamento de seus produtos no mercado com tantas variáveis é a pedra no sapato dos fornecedores do varejo. A boa notícia é que por meio do benchmarking em supply chain há como as indústrias enxergarem além dos próprios dados.

Mas há inúmeros desafios a serem superados para uma análise acurada do comportamento do produto na gôndola. Veja a seguir:

Entender o desempenho no PDV da minha empresa em comparação aos concorrentes

Comparar indicadores de ruptura, estoque virtual, OSA (On-Shelf Availability), cobertura de estoque, giro de estoque e vendas perdidas com a média de mercado – entenda os indicadores  de visibilidade da cadeia de suprimentos aqui. Sem esse tipo de dado em mãos é impossível desenhar uma estratégia comercial e tomar decisões mais assertivas, tanto para o varejo quanto para a indústria, o que certamente vai levar a perdas de oportunidades. E o que é pior, correndo sério risco de ver os níveis de serviço e a rentabilidade despencarem. Em última instância, perdem-se margens, receitas e até a imagem.

Analisar o nível médio de estoque virtual do mercado

De acordo com matéria da Revista Supermercado Moderno, um total de R$ 9,6 bilhões são perdidos pelo varejo com itens que deixam de ser vendidos e R$ 6,7 bilhões correspondem a prejuízos gerados por estoque virtual.  O percentual de itens atingidos pelo problema alcança 18%. Numa loja com 25 mil SKUs (Stock Keeping Unit), em português, Unidade de Manutenção de Estoque, cerca de 4,5 mil aparecem no sistema, mas não estão realmente lá.

Saber se minha empresa tem 12% de ruptura, por exemplo, é bom ou é ruim?

O artigo “O Jogo do Perde-Perde-Perde” publicado pela Associação ECR Brasil sobre pesquisa realizada em parceria pela AC Nielsen, mostra que a importância da ruptura no varejo é gigantesca. Segundo a NeoGrid, que coleta informações de mais de 10 mil lojas de varejo no Brasil, a falta de produtos em maio chegou a 10,03%.

Dificuldade na gestão da cadeia de suprimentos (supply chain)

A Revista SuperHiper, da Abras, apresentou, em edição especial sobre o tema, que todos perdem quando o produto não está na gôndola. Os elevados níveis de estoques virtuais e de ruptura, entre outros problemas que afetam o desempenho não são exclusividade deste ou daquele agente da cadeia de suprimentos, mas de todos os envolvidos, varejistas ou fornecedores. Estes entraves causam estragos que nem sempre são avistados a olho nu, muito menos mensurados e resolvidos.

Incertezas na hora de tomar decisões para abastecimento de produtos nos pontos de venda

A demanda não é uma variável sob controle direto do fornecedor e tem um impacto significativo no abastecimento. Ela é influenciada por fatores tais como preços praticados pelas concorrentes, publicidade, nível de atividade econômica, necessidades momentâneas do cliente, acessibilidade do serviço. O planejamento da cadeia de suprimentos está relacionado com uma acurada previsão da demanda, com o canal de comunicação com o mercado, com o poder de influência sobre a demanda, o cumprimento de prazos, com a priorização e alocação dos recursos disponíveis.

Dúvidas a respeito da presença e da competitividade dos seus produtos

Concorrentes estabelecidos, novos entrantes, novos produtos sendo lançados a cada dia que elevam o grau de infidelidade dos consumidores e geram dificuldades para detectar boas oportunidades de negócios. Tudo isso pesa ainda mais na balança na hora de confrontar os números com as médias dos concorrentes. Para tanto, varejo e indústria precisam dispor de tecnologias específicas, como soluções de visibilidade capazes de fazer esse tipo de comparação. Do contrário, pode ser uma navegação às cegas.

Fazer o benchmarking da sua empresa é o caminho ideal para você enxergar além, clarear o caminho e seguir adiante com sua estratégia, transformando estes obstáculos em vantagens competitivas.

No próximo post desta série, descubra como a comparação com o mercado é importante e pode gerar novas oportunidades de negócio à sua empresa.

Autor

Somos especialistas em sincronizar sua empresa à demanda. Em manter seu produto sempre disponível para o consumidor, na quantidade adequada e na hora certa. Nós somos a Neogrid. Uma empresa de soluções para a gestão automática da cadeia de suprimentos (Supply Chain Management).

Compartilhar

Comente este artigo